“Desistir não é uma opção”

A crise foi semeado incerteza e frustração na sociedade. Em um momento tão turbulento é vital reorientar o rumo e saber aproveitar as oportunidades. Adotar uma atitude positiva, dedicar 15 minutos diários para a reflexão e ser autêntico são algumas das chaves que traz o cardiologista Valentim Fuster, em seu livro ‘O círculo da motivação’. O objetivo é contornar a adversidade e converter o desânimo em entusiasmo

Valentim Fuster apresenta suas teses sobre a motivação/EFE/Utilizado Rodrigo

Artigos relacionados

Quinta-feira 06.09.2018

Terça-feira 04.09.2018

Segunda-feira 03.09.2018

O cardiologista e científico Valentim Fuster, prêmio Príncipe de Astúrias de Investigação e de Doutor Honoris Causa, de trinta universidades, incide na importância de estar motivado e incentivar a criatividade para sair adiante. O doutor explica as táticas para alcançá-lo, em ‘O círculo da motivação’ (Editora Planeta). “Há que humanizar uma sociedade que tenha entrado em uma fase muito passiva”, afirma Igor no ato de apresentação do livro.

O que é a motivação?

A capacidade de atingir um estado de ânimo empolgado e ativo, apesar das dificuldades. Se nós defendemos a norma das quatro T, estaremos mais perto de encontrar o nosso lugar no mundo:

  1. Tempo de reflexão: onde estamos? Onde é que vamos? “Se eu tivesse 15 minutos por dia para determinar suas prioridades, não estaria dentro de um trem sem rumo”, afirma Igor. O mundo gira muito rápido e poucas vezes paramos para pensar no que é importante e o que não.
  2. Talento para descobrir: nunca é tarde para encontrar e mostrar o nosso talento escondido da sociedade. “Por exemplo, no Instituto de Cardiologia de Nova York, 20% das pessoas que estão trabalhando entraram como voluntários”, conta o doutor.
  3. Transmitir otimismo: denota maturidade de uma pessoa. Igor diz que “perdemos muita energia, a crítica, o negativismo, a inveja e o ressentimento”.
  4. Explicações: ter química e confiança com os referentes experientes é importante para superar momentos difíceis e obter aconselhamento nos primeiros anos de vida profissional.

A norma de quatro A nos ensina a transmitir maturidade e otimismo para a sociedade:

  1. Atitude positiva: saber que todo problema tem solução. É a chave para afastar a passividade de nossa vida.
  2. Aceitar quem você é: não tente ser mais do que somos e mostrar-nos como tal.
  3. Autenticidade: ser sincero e ter uma única personalidade é importante para não criar instabilidade. “Há que ser sempre a mesma pessoa”, aponta o médico.
  4. Altruísmo: uma pequena ação pode ser de grande ajuda para alguém ou para a sociedade. A recompensa é o de obter auto-estima, ao contribuir para uma boa causa.

Freios do círculo

Os seres humanos se movem em um círculo de quatro quadrantes: passividade, frustração, motivação e satisfação. A incerteza gera atitudes passivas, o que leva a se sentir frustrado. A base para sair desse estado é encontrar aquilo que nos motiva.

Em todo o quebra-cabeça, há sempre peças que impedem que tudo renda. Os “freios do círculo” são aqueles que impedem o avanço. “Há pessoas que tem a vocação de parar tudo o que se possa fazer a alguém mais”, diz Igor. Estes são os perfis mais comuns:

  • Pessoas com um certo complexo de inferioridade. “Estabelecer o seu poder cortando tudo o que outra pessoa possa fazer”, explica o doutor.
  • Ansiosos de poder. “Alguns indivíduos são muito duros com as pessoas que estão abaixo deles”, afirma Igor. Seu objetivo é alcançar o nível de seus superiores.
  • Egomaníacos. O cardiologista refere-se à “aqueles que vêm a uma reunião, falam e vão embora”. Nem sequer dão possibilidade de réplica.
  • Egoístas. Só pensam em seu próprio círculo.

“Na sociedade espanhola precisamos de pessoas que não pare o círculo, mas existe uma negatividade absoluta na atualidade. Abram os jornais”, lamenta o médico. Sua receita para superar os problemas é se concentrar nos aspectos positivos, alimentar a criatividade, transmitir energia e motivar os jovens, já que eles são o futuro.

Os conselhos de Valentin Fuster

  • “Sem aceitação é impossível progredir”. Pede ajuda para resolver momentos difíceis.
  • “Ensinar a nossa vulnerabilidade nos faz mais fortes.” Mostre-se como você é.
  • “Escolha um trabalho que você apasione e não terás que trabalhar nem um dia de sua vida”. Estar motivado é a base.
  • “Uma vida satisfatória é uma conquista”. O sucesso não é um presente. Há que ganárselo.
  • “Desistir não é uma opção. Sigamos avançando”.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply