Porto Rico é apresentado como um destino médico entre hispânicos

A Administração boricua apresentou a sua estratégia para promover a si mesmo como destino de turismo médico, especialmente entre a população hispânica do Caribe e a costa leste dos EUA, que oferecerá a partir de tratamentos dentários até cirurgias contra a obesidade, que podem ser entre 40 e 60 % mais baratos

Aberto Bacó. EFE / obra de busch

Artigos relacionados

Terça-feira 19.11.2013

“Porto Rico tem uma situação privilegiada no mercado”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico e de Comércio, Alberto Bacó, durante a apresentação deste plano estratégico.

De acordo com um estudo de mercado encomendado pelas autoridades insulares, deduz-se que os custos médicos em Porto Rico são entre 40 e 60 % mais baixos do que nos EUA

As áreas que mais oportunidades são a oferta de serviços e tratamentos dentários, cardiologia, ortopedia, oncologia, cirurgia bariátrica, neurocirurgia, ginecologia e procedimentos contra a infertilidade, pediatria, oftalmologia e alguns procedimentos de cirurgia cosmética.

O Executivo porto-riquenho confia em criar cerca de três mil empregos relacionados com uma indústria que se espera que atende a cerca de trinta mil pessoas em três anos.

“É um setor novo em Porto Rico, que vai criar um negócio: Se vão fazer mais hotéis, como os de estádio do dragão e peixe-Boi, que estão recebendo muita gente”, explicou Bacó.

Turismo de saúde

A diretora da Empresa de Turismo de Porto Rico, Ingrid Rivera, disse que “quem viaja para ser operado não o faz sozinho. É sempre acompanhada de uma ou duas pessoas como mínimo, e, muitas vezes, ficam alguns dias mais para a reabilitação do paciente”.

Para alcançar esses números, que gerariam cerca de duzentos milhões de dólares nesses três anos, Porto Rico, deve dar-se a conhecer como uma opção, capaz de competir também com a América Latina.

“Ter voos diretos nos dá uma grande vantagem competitiva”, defendeu Rivera, depois de lembrar que os estados unidos vivem milhões de lusófonos que potencialmente encontrarão em Porto Rico, um ambiente amigável para ser operado, onde não precisam de passaporte.

Neste sentido, Bacó reconheceu que Porto Rico não pode competir em preços com outros lugares da américa Latina, mas lembrou que aqueles que praticam o turismo médico não se movem apenas pelo dinheiro.

“É verdade que somos mais caros que a américa Latina, mas somos uma jurisprudência norte-americana, o que quer dizer que nós oferecemos mais segurança e garantias”, defendeu.

Rivera lembrou, ainda, que a proposta de Porto Rico não é destinada apenas para os lusófonos, já que “somos bilíngües”.

“Quando você vai operar, a sua preocupação fundamental vai ser a formação do médico”, disse. “A maioria de nossos médicos têm estudado nos EUA e nossos hospitais estão credenciados e certificados pelo Medicare, igual que os EUA”.

“Porto Rico oferece garantias que não oferecem outros destinos de turismo médico e a isso se somam o valor adicionado do custo, especialmente se você é uma pessoa ‘autoasegurada’ ou sem seguro”, defendeu.

A união faz a força

Para desenvolver esta indústria, foi criado uma plataforma de serviços que integra esforços de organismos públicos, como a Companhia de Turismo, de Comércio e de Exportação e o Departamento de Saúde.

Entre todos têm definido um quadro legal, administrativo e operacional que reglamentará a prestação de serviços relacionados com esta indústria, por meio da recém-criada Empresa de Turismo Médico de Porto Rico.

Essa entidade se encarrega de formar e certificar os fornecedores de serviços, bem como de regular suas atividades e as questões logísticas decorrentes desses serviços.

“Nós Estamos adicionando a nossa oferta de turismo médico aos serviços que promovemos em missões comerciais no exterior”, explicou na apresentação, o diretor da Companhia de Comércio e Exportação, Frankie Legal.

Acrescentou que também se darão a conhecer os possíveis interessados os incentivos contributivos da Lei de 20 de porto rico para exportar serviços de ilha em ilha e os da Lei de 22 para incentivar o transporte de profissionais de saúde em Porto Rico.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply