Prevenção do câncer de pele

O melanoma é um dos tipos de câncer de pele mais freqüentes e ocorre quando as células de pigmentação começam a crescer de forma anormal, influenciando de forma determinante, tomar sol em excesso durante a infância. Tomar sol de maneira inteligente e evitar as lâmpadas de UVA com fins estéticos, fundamentais para a prevenção.

Artigos relacionados

Segunda-feira 10.09.2018

Segunda-feira 10.09.2018

Segunda-feira 10.09.2018

Um de cada três cancros diagnosticados é de pele. Os tumores malignos da pele são os mais frequentes, o que sofremos as pessoas, especialmente o carcinoma basocelular e o carcinoma escamoso, mas também, embora menos frequente, o melanoma. Em particular, o melanoma é um tumor que se localiza na pele e a sua principal particularidade é que se dissemina, comporta uma extrema gravidade, podendo chegar a ser fatal em muitos dos pacientes.

A incidência de melanoma está claro aumento nas últimas décadas. Embora o diagnóstico precoce possibilita a detecção de casos em estágios iniciais, ainda os números de morte por esta doença também estão aumentando. Estima-Se que a incidência de melanoma é de 5 casos por 100.000 habitantes.

Fatores de risco

Todas as pessoas podem sofrer de câncer de pele, mas seu risco é aumentado se reúne uma ou várias das seguintes condições:

  • Pessoas com fototipos baixos, de pele clara, olhos claros, cabelo loiro ou ruivo e com facilidade para queimar e dificuldade para se bronzear.
  • Existência de antecedentes pessoais e familiares de câncer de pele.
  • Presença de várias bolinhas no corpo.
  • Crianças e adolescentes são o principal grupo de risco de exposição, as características de sua pele e a dificuldade de controlar adequadamente a ocorrência de queimaduras solares.
  • Pessoas que, especialmente durante a infância ou adolescência, apresentaram queimaduras solares ou queimaduras solares repetidas e violentas, ou que tenham tido exposição solar intermitente mas intensas, próprio das pessoas que só tomam sol durante as férias. O efeito da radiação solar é cumulativo.
  • Profissões que realizam atividades ao ar livre com exposição solar diária (trabalhadores do sector da construção civil, agricultores, pescadores, etc.)

A ciência

A técnica é simples e normalmente leva cerca de 15 minutos. Desvístase por completo e examine sua pele atentamente, começando pelo couro cabeludo, sem esquecer atrás das orelhas, com a ajuda de outra pessoa e se o pêlo é abundante, com a ajuda de um secador de cabelo. Em seguida, exploraremos as áreas simples de ver: rosto, lados e área anterior do pescoço, mama (em mulheres abaixo dos seios), barriga, braços e mãos, pernas e pés, sem excluir a planta dos pés, as axilas e a região inguinal. Com a ajuda de espelhos ou de outra pessoa, devemos explorar a nuca, ombros, costas, nádegas, genitais…

Bolinhas perigosos

Para a detecção de bolinhas perigosos existe a regra mnemônico internacional do ABCDE que é fácil de entender visualmente:

A. Assimetria de lesões ou ferimentos com formas não redondas ou ovaladas

B. Bordas irregulares ou com renovações

C. Mudanças de coloração

D. Alterações do diâmetro da lesão (aumento de tamanho)

E. Expressão de sintomas: Coceira ou sangramento da lesão

Se detectar uma lesão da pele, nova ou antiga, em forma de ferida que aparece sem traumatismo prévio, raspa ou verruga, que cresce e não apenas curar, ou um sinal ou mancha irregular, negro ou não, você cresce, muda de forma, pica, sangramento ou úlcera… consulte seu dermatologista o mais cedo possível.

Dicas para cuidar da nossa pele contra o sol

  • Adquirir o bronzeado lenta e progressivamente, e evitar a exposição solar entre as 12h e as 16h.
  • Levar a t-shirt, chapéu e roupas com capacidade de filtrar os raios solares quando realizar atividades ao ar livre.
  • Usar fotoprotectores (cremes, leites solares…)sempre adaptados ao nosso tipo de pele e às condições de exposição ao sol.
  • Aplicar corretamente o protetor: espalhe uma quantidade generosa por todas as zonas do corpo, e renovar a aplicação do fotoprotector a cada 2 horas e, muito especialmente, depois de cada banho.

Conheça o melhor colágeno para pele: Renova 31 funciona

A maioria dos melanomas são diagnosticados em fases iniciais, quando ainda são curável, é por isso que os especialistas aconselhamos a prevenção e o diagnóstico precoce, que é a melhor forma de evitar tratamentos agressivos e salvar vidas.

Ante qualquer anomalia, consulte um dermatologista.

Este texto foi elaborado a partir de informações do Dr. González, Castro, Dermatologista do Hospital Universitário Quíron Dexeus (Barcelona)

A finalidade deste blog é fornecer informações de saúde que, em qualquer caso, substitui a consulta com seu médico. Este blog está sujeito a moderação, de forma que excluem-se dele os comentários ofensivos, publicitários, ou que não se considerem adequados em relação com o tema que trata cada um dos artigos.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply