Que a sua pele sobreviva a noite de Halloween

Na noite mais fantasmagórica do ano todos nós queremos mostrar a nossa cara mais assustador mas, cuidado, os excessos cosméticos podem passar factura, incluindo o uso de lentes inadequadas. Os especialistas dão as diretrizes para que o Halloween não se converta em uma verdadeira ameaça para a nossa saúde.

Uma mulher tailandesa disfarçado de fantasma participa de um desfile de Halloween de Bangkok, Tailândia. EFE/Narong Sangnak

Artigos relacionados

Quarta-feira 30.10.2013

Terça-feira 29.10.2013

Terça-feira, 30.10.2012

Olheiras, cicatrizes, cortes e nenhum desconforto, vale tudo para conseguir que a nossa caracterização não deixar ninguém indiferente. Na noite de Halloween, o objetivo é conseguir uma maquiagem duradoura, fácil de aplicar e ainda mais fácil de retirar.

Maria Segurado, chefe da Seção de Dermatologia do Hospital Sudeste de Arganda del Rei e membro da Academia Espanhola de Dermatologia e Venereología; e Elena Soria, doutora em medicina estética da Clínica Menorca, dão uns dicas simples para evitar que a nossa pele não sofra as consequências desta assustadora noite.

Preparar a pele

Limpeza e hidratação são dois passos fundamentais para cuidar da pele antes da maquiagem, que por sua vez contribuem para melhorar os resultados obtidos.

A dermatologista afirma que a hidratação é uma regra básica para preparar a pele; “a maquiagem é feito basicamente de pó, a mistura de cores com uma base que adere à pele e às vezes a secar ou irritar”, aponta.

A médica especialista em medicina estética aconselha que, apesar de ter lavado o rosto com anterioridade ao longo do dia, limpe a área a maquiagem anteriormente. Para fazer com que os produtos cosméticos a aplicar fiquem uniformes e caia bem para a pele, a especialista recomenda a criação de “uma camada acetinada” usando produtos como as ceramidas e aplicar um fixador para prolongar a sua duração.

  • Como preparar uma pele alterada para este tipo de maquiagem?

Maria Segurado indica que a maquiagem em uma pele alterada pode aumentar a irritação, descamação ou prurido. A dermatologista diz que “pode haver muita gente que tenha um problema de dermatite, mas que, no momento da composição não apresente sinais e não tem a descamação da pele”; nesses casos, “só vale com uma base hidratante”, sem perfumes e com muito poucos conservantes que facilitam a sua absorção pela pele.

Em contrapartida, se tem dermatite no momento em que você vai maquiar, “teria que usar o tratamento médico indicado pelo especialista antes de colocar a maquiagem”, conclui.

Escolher a maquiagem

Que a maquiagem fique muito colorido, espesso ou que cubra mais não está acabando com a qualidade. Os dois especialistas concordam que, embora a maquiagem pode ser encontrado em muitas lojas, é melhor optar por pontos de venda especializados, onde se garanta a inocuidade do produto e que este tenha sido submetido a controles de qualidade.

Para não correr riscos, a chave é a utilização de produtos que estejam dermatológicamente testados e que sejam hipoalergênicos; “esses produtos tem uma composição princípios ativos e conservantes que não costumam dar alergia na pele”, observa Segurado.

Imprescidible desmaquilhagem

Não importa o quão cansado que se encontre após esta longa e terrível noite; há que desmaquilhagem antes de se deitar. A especialista em dermatologia adverte de que, devido às características deste tipo de maquiagem é conveniente utilizar fórmulas que sejam cremosos, como o leite, o óleo limpador ou a um produto bifásico, que têm uma mistura de óleo e água.

Para fazer com que a pele fique limpa, a dermatologista recomenda “espalhar o produto uniformemente no rosto ou na zona que tenhamos moldado, deixe agir alguns minutos para que dissolva bem a maquiagem e proceder a retirá-lo com um disco de algodão ou com uma esponja”; para evitar que a pele se irrite aconselha-se que tanto os discos como as esponjas desmaquilhantes sejam humedecidos previamente.

Segurado indica que se deve “começar a retirar o produto a partir do centro do rosto para as partes laterais, seguindo sempre este movimento”. Para concluir, uma vez retirado o make-up, pode-se aplicar água termal ou um tônico que seja calmante porque “esse tipo de limpezas deixam a pele um pouco irritada”.

Olho com o uso de lentes cosméticas

O disfarce significa para muitos uma transformação completa que vai além da maquiagem e por uma noite, os olhos também mudam de forma e cor.

O mercado oferece uma grande variedade de lentes de contacto com os motivos mais terríveis. Não obstante, adquirir lentes de contato em pontos de venda, que carecem de autorização legal, pode resultar em um sério perigo para a saúde ocular e visual.

Juan Carlos Martínez Moral, presidente do Conselho Geral de Colégios Ópticos-Optometristas (CGCOO) alerta que “embora as lentes de contato cosméticas possam parecer produtos inócuos e feriados, durante as festas de dia das Bruxas, os usuários deste tipo de produtos oftálmicos devem entender que também são produtos de saúde”.

E acrescenta, “sem a adaptação adequada e recomendações oportunas por parte de um óptico-optometrista em matéria de gestão, limpeza e manutenção, estas lentes podem ser incompatíveis com a fisiologia corneana do usuário e danificar seriamente os seus olhos”.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply