Quinoa, o superalimento da pirâmide alimentar

Um grupo de pesquisadores valencianos e equatorianos da Universitat Politècnica de Valência (UPV) obteve uma média de biscoitos de melhor qualidade protéica elaborados a partir de produtos tradicionais da região andina como quinoa, tocte (variedade nativa de uma noz) e a ervilha e a cenoura ficar desidratado. EFE

Artigos relacionados

Quinta-feira 12.01.2017

Segunda-feira 28.11.2016

Sexta-feira 27.01.2017

Segunda-feira 09.01.2017

Quinta-feira 02.02.2017

A quinoa, um grão dos Andes da Bolívia e do Peru, é um pseudocereal que pertence à mesma família que os espinafres e as beterrabas e é proveniente da semente de quinoa, uma grama de folhas verdes e largas.

Nos últimos quatro anos, a quinoa tem passado de ser um simples prato de preço muito baixo, que só se usava em seus lugares de origem para ser servido nas mesas de todo o mundo com as bênçãos de nutricionistas, chefs e gurus da alimentação.

Propriedades nutricionais

Este alimento, em comparação com outros grãos integrais, é relativamente rico em proteínas e fornece todos os aminoácidos essenciais.

Além disso, devido a seu alto conteúdo em fibra, principalmente nos fornece energia, e é uma excelente opção para aquelas pessoas com intolerância ou alergia ao glúten, porque não o contém de forma natural.

Também é rico em vitaminas e minerais, entre eles, o magnésio, o ferro, o cálcio e o fósforo. “Ao ter de ferro de origem vegetal, nós podemos comer a quinoa com uma fruta cítrica ou outra rica em vitamina C, para aumentar a disponibilidade deste mineral, um hábito semelhante ao que é recomendado quando tomamos um prato de lentilhas”, aconselha Fabiano Aragão, responsável pela Saúde e Nutrição da Nestlé.

A quinoa tem uma característica muito peculiar: a planta resiste a condições extremas e pode prosperar em ambientes hostis e em terras de má qualidade.

“Por todas estas vantagens, tornou-se uma das esperanças para alimentar a população mundial. Os cientistas estão investigando para saber mais sobre os segredos de seu crescimento e maturação, já que pode ser a chave para encher a despensa de nossos lares no futuro”, informa Aragão.

Como cozinhar a quinoa

Antes de cozinhar os grãos, é imprescindível lavagem e limpeza, para eliminar a saponina, uma substância que forma uma espuma branca na água e lhe dá sabor amargo.

Existe uma grande variedade de plantas que contém este elemento, em diferentes concentrações, como o ginseng e a mandioca, e no caso da quinoa é muito fácil removê-la.

Para isso, tal como expõe a especialista em nutrição, temos que colocar a quinoa em uma panela sob um jato de água fria, enjuagarla alguns segundos até que se forma a espuma, descarte esta água e repetir a lavagem uma segunda vez. Finalmente, a escurrimos e já está pronta para ser cozida.

“Para cozinhar, utilizamos três partes de água de caldo por uma parte do grão, o colocamos em fogo médio por cerca de 15 ou 20 minutos, até que a encontremos de nosso agrado. O tempo ideal de cozimento é alcançada quando cada grão de quinoa dobrou seu volume e libera sua semente branco”, diz Aragão.

Uma receita muito fácil de preparar é a salada de quinoa cozida com ingredientes mediterrâneos: tomate, pepino, azeitona, queijo feta e cebola, tudo temperado com azeite, sal, pimenta e um toque de alho.

A quinoa pode ser incluída também no café da manhã, acrescentando leite, passas, nozes, um pouco de mel de abelhas e um toque de canela ou baunilha.

Aragão recomenda utilizá-la como uma alternativa para as guarnições (arroz, batata ou macarrão, introduzindo assim mais variedade na nossa alimentação.

“Estamos acostumados a usar sempre os mesmos alimentos para acompanhar a carne ou o peixe, mas lembre-se que a quinoa, por ser integral, traz muita fibra, um nutriente que nos faz falta, apesar de muitas vezes não tomamos a quantidade suficiente”, indica.

Também pode ser a protagonista de um prato quente, por exemplo, como substituta do arroz em uma paella ou um risoto.

A vantagem desse alimento é que pode ser consumido em todas as épocas do ano e em qualquer momento do dia. “A quinoa, ao situar-se na base da pirâmide alimentar, juntamente com os cereais e tubérculos, é um alimento com grande quantidade de energia, muito necessário para nos manter ativos”, conclui a nutricionista.

(1 votos, média: 5,00 out of 5)
Loading…

Leave a Reply