Quinoa, um dos alimentos mais completos

A quinua ou quinoa) é um cereal que contém a maioria dos aminoácidos essenciais para uma boa nutrição e apresenta alto teor de proteínas, fibras, vitaminas e minerais. O Ano Internacional da Quinua acaba de começar

A quinoa é um cereal de consumo habitual dos povos andinos, que se bem o que nós podemos incorporar à nossa dieta porque oferece uma variedade de texturas, sabores e apresentações

Segunda-feira 03.09.2018

Terça-feira 28.08.2018

Segunda-feira 20.08.2018

Este cereal próprio dos povos andinos tem como potencial nutritivo que pode jogar um papel fundamental na erradicação da fome no mundo.

Também é usado como ingrediente em massas, pães e biscoitos e, por não conter glúten, é um alimento ideal para os celíacos, segundo fontes do Ecocentro, estabelecimento especializado na venda de alimentos orgânicos, além de restaurante vegetariano que oferece este cereal em seus pratos.

A quinua pode ser adquirido em Portugal nessas lojas de produtos biológicos, tanto em grão como em alimentos processados, mesmo existe cerveja com quinua e nougat de quinua e chocolate.

É um bom complemento para as pessoas que seguem uma dieta vegetariana já que a sua força protéico substitui a proteína animal. Atualmente também é utilizado na dieta dos astronautas.

A Assembleia Geral da ONU deu ontem o pontapé de saída para o Ano Internacional da Quinua com um reconhecimento aos povos andinos, por preservar o “grão de ouro” como alimento para as gerações presentes e futuras.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, destacou que a quinua é um alimento versátil e nutritivo, além de “delicioso” que vai ajudar a combater a desnutrição.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, cujo país, junto com o Peru, produzem cerca de 90 por cento da quinua mundial, defendeu na ONU este cereal como uma “alternativa digna” dos povos andinos contra a “junk food” nos governos capitalistas, liderados pelos Estados Unidos.

O representante para a América Latina e o Caribe da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), Raúl Benítez, afirmou em uma entrevista com a EFE, em Santiago do Chile, que não se trata de um produto mais “que é levada ao mercado, mas que é um aliado fundamental contra a fome”.

É necessário promover a sua produção e comercialização, ainda hoje muito minoritária. De acordo com dados da FAO, a produção mundial de quinua superou as 80.000 toneladas e as 100.000 hectares de cultivo em 2012, enquanto que a produção de arroz, por exemplo, atingiu 672 milhões de toneladas em 2010.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply