Rafael Matesanz preside o Comitê Científico da Fundação Mutua Madrilena

Rafael Matesaz, fundador e diretor da Organização Nacional de Transplantes (ONT), prestará ao conselho de Administração desta Fundação no apoio à investigação científica no domínio da saúde em Portugal, uma de suas quatro principais linha de atividade

Rafael Matesanz/Foto: Mutua Madrilena

Artigos relacionados

Segunda-feira 03.09.2018

Terça-feira 28.08.2018

Sexta-feira 31.08.2018

O conselho de Administração da Fundação Mútua, em Madrid, presidido por Ignacio Garralda, aprovou a nomeação de Rafael Matesanz , como o novo Presidente do seu conselho Científico.

A Fundação Mútua de Madrid é uma das principais instituições privadas que apoiam a investigação científica no domínio da saúde em Portugal, fundamentalmente através da convocatória anual de auxílios a projetos de pesquisa cujo valor total ascende neste ano para 1,7 milhões de euros.

O Grupo Mútua, além disso, tem uma presença relevante no sector da saúde através de Adeslas, líder do sector em Portugal, informa a empresa em um comunicado.

Os membros do Comité Científico que aconselham a Fundação para a seleção dos projetos que, a cada ano e, desde 2008, recebem apoio para sua realização são designados pelo Conselho de curadores, entre especialistas e autoridades acadêmicas de reconhecido prestígio em matéria de investigação.

Matesanz substituído na presidência deste comitê Manuel Díaz Rubio, que foi presidente da Real Academia Nacional de Medicina (RANM), que deixa esta função ao completar a idade estabelecida nos estatutos.

O Comité Científico, além de selecionar os projetos de investigação em matéria de saúde que estão a receber apoio financeiro da Fundação Mútua de Madrid para levar a cabo em universidades e centros de toda a Espanha, cuida de seu acompanhamento e da avaliação dos resultados das pesquisas apoiadas.

A Fundação Mútua de Madrid e da saúde

Desde 2004, a Fundação Mutua Madrilena tem dedicado mais de 50 milhões de euros para o financiamento de mais de 1.185 projectos de investigação no nosso país, que têm contribuído para a melhoria de tratamentos de diversas doenças, em especial alguns tipos de câncer, e contribuem para o desenvolvimento do sistema português de doação e transplante de órgãos, bem como para a medicina regenerativa.

Desde há três anos, além disso, presta uma especial atenção ao apoio de projetos de pesquisa que buscam novas formas para dar solução às chamadas “doenças raras” que se manifestam na infância.

Os projetos de pesquisa financiados pela fundação de Mútua Madrid têm gerado nos últimos dez anos, mais de 3.000 publicações em revistas científicas e ajudaram não só para a sustentação da atividade científica no nosso país, mas também para que centenas de jovens pesquisadores foram capazes de trabalhar em projetos desenvolvidos em centros de toda a Espanha.

O prestígio de Matesanz

Rafael Matesanz, fundador e diretor da GNT, é um profissional de reconhecido prestígio internacional que conta com uma vasta experiência no campo da saúde.

É presidente da Rede/Conselho ibero-Americano de Doação e Transplantes, desde 2005, presidente da Comissão de Transplantes do Conselho da Europa, durante 7 anos, consultor da OMS, diretor do Instituto Nacional de Saúde (1996-2000) e chefe de Secção de Nefrologia do Hospital Ramón y Cajal de Madrid. Além disso, em 2010, recebeu o Prêmio Príncipe de Astúrias de Cooperação Internacional.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply