Rainha Letizia viaja ao México para a Cúpula de Líderes contra o Cancro ~ EfeSalud

A rainha Letizia vai viajar neste domingo para o México, onde participará, na próxima semana, na reunião de Cúpula Mundial de Líderes contra o Cancro (WCLS) e visitará a sede da Cruz Vermelha Mexicana para interessar-se pelo trabalho humanitário que leva a cabo esta instituição após os terremotos de setembro

Segunda-feira 10.09.2018

Segunda-feira 10.09.2018

Segunda-feira 10.09.2018

A rainha, que é presidente de honra da Associação Espanhola Contra o Câncer (AECC), assistirá segunda-feira para o jantar oficial de boas-vindas que os organizadores da WCLS oferecem a todos os participantes no Clube de Banqueiros da capital mexicana e intervém no dia seguinte, na sessão plenária da cúpula, que será realizada no Palácio de Mineração.
Organizada pela União Internacional contra o Câncer e o Instituto Nacional de Cancerología mexicano, a cúpula reunirá mais de 300 representantes de Estados, de políticas públicas de saúde e empresas farmacêuticas, que promoverá ações com o fim de que, em 2025, será reduzida a 25 por cento a mortalidade causada por esta doença, no cumprimento dos objetivos da ONU.
Desde que é rainha, Letizia Ortiz participou em seis atividades internacionais relacionadas com o cancro, a primeira das quais foi em Marrocos em julho de 2014, menos de um mês após a proclamação de Filipe VI, quando visitou junto com a princesa Lala Salma o Instituto Nacional de Câncer Rabat.
Em setembro de 2015, veio em Washington para conhecer a sede do Instituto Nacional do Câncer (NCI) dos Estados Unidos, no âmbito de uma viagem oficial dos Reis para este país, e um ano mais tarde, em outubro de 2016, viajou a Paris para intervir junto ao presidente François Hollande na jornada inaugural do Congresso Mundial do Câncer, o fórum internacional mais relevante sobre esta doença.
Um mês depois, durante a primeira visita de Estado dos Reis de Portugal, reuniu-se com representantes da Liga Portuguesa contra o Cancro no Porto, cidade à qual regressou em março do presente ano, para intervir na sessão de abertura da VII Conferência Europeia “Tabaco ou Saúde”.
Também na visita de Estado ao Japão, que teve lugar no início de abril, a rainha espanhola, dedicou a sua única atividade em solitário a conhecer os avançados tratamentos contra o câncer e doenças raras, que desenvolve, em Tóquio, o hospital da Universidade de Keio.
Em sua atual viagem ao México, a rainha aproveita ainda para realizar, na segunda-feira pela manhã, uma visita de trabalho à sede nacional da Cruz Vermelha Mexicana, durante a qual se interessa pelos trabalhos de ajuda humanitária em favor dos afetados pelos sismos que abalaram o país nos dias 7 e 19 de setembro.
A Cruz Vermelha contribuiu com o trabalho de 1.200 pessoas, 25 unidades de resgate e 130 ambulâncias para socorrer os atingidos por esses terremotos, a quem fez chegar 3.662 toneladas de ajuda humanitária.

(Não Ratings Yet)
Loading…

Leave a Reply